VOOS ONLINE
VOOS ONLINE
GUIA DO PASSAGEIRO
GUIA DO PASSAGEIRO
SITUAÇÃO DOS VOOS
SITUAÇÃO DOS VOOS

OPORTUNIDADES DE NEGÓCIOS
OPORTUNIDADES DE NEGÓCIOS
CARGA AÉREA ONLINE
CARGA AÉREA ONLINE
LICITAÇÕES
LICITAÇÕES
CONCURSOS INFRAERO
CONCURSOS INFRAERO
SERVIÇO CONTRA INCÊNDIO
SERVIÇO CONTRA INCÊNDIO
LINKS
LINKS

TARIFAS AEROPORTUÁRIAS
TARIFAS AEROPORTUÁRIAS
CENTRAL DE COBRANÇAS
CENTRAL DE COBRANÇAS
PORTAL FINANCEIRO
PORTAL FINANCEIRO
05/08 - Terminal 2 do Aeroporto de Brasília recebe voos regulares PDF Imprimir E-mail
Quarta-Feira 01 de Setembro de 2010 às 09:48

      O Aeroporto Internacional de Brasília/Juscelino Kubitschek passou a contar, desde o último dia 2/8, com dois novos voos - um internacional, Brasília-Lima, e um nacional, que liga Campinas à Capital Federal.

      O início do voo Brasília-Campinas coincidiu com a retomada das operações do Terminal de Passageiros 2 - antigo Terminal de Aviação Geral.

      Para o superintendente do aeroporto, Antonio Erivaldo Sales, os novos voos apenas confirmam a vantagem comercial e estratégica do Aeroporto de Brasília. Com relação à operação do Terminal 2, Sales destaca o potencial do espaço. “O investimento aproximado de R$ 1 milhão em pequenas ações de ajuste operacional, além de viabilizar o Terminal, já demonstra claramente o retorno financeiro dele”, destacou.

      Durante a solenidade do voo inaugural Brasília-Campinas, o presidente executivo da Azul Linhas Aéreas, Pedro Janot, falou do início das operações em Brasília e destacou o fato de estar operando no Terminal 2. “Aconteceu aqui algo muito emblemático e importante. A Infraero foi impecável, precisa e proativa na reativação do Terminal 2. A Infraero não mediu esforços, o Terminal foi entregue no timing correto, com uma dedicação muito grande de todos os níveis da Infraero. E vale lembrar que da mesma maneira que desbravamos o interior do Brasil, em Viracopos, estamos desbravando este Terminal que estava restrito à aviação geral”, disse o executivo.

      Inaugurado em 20 de abril de 1988, o Terminal 2 – ou Terminal de Aviação Geral - foi construído para receber voos executivos e de táxi aéreo. Antes do início das operações regulares, o Terminal recebia uma média de 54 passageiros por dia. Atualmente, esse número é de 708 passageiros por dia.

      Dentre as melhorias realizadas pela Infraero, estão a instalação de novos monitores de LCD para o Sistema Informativo de Voo, ampliação do número de assentos e do número de equipamentos de Raio-X, e aumento da área do estacionamento. O Terminal 2 também conta com nove balcões de check-in compartilhado – uma tendência mundial - que podem ser utilizados por qualquer companhia aérea que opere no local, de acordo com a demanda de passageiros. Além de facilitar as operações de check-in, os balcões compartilhados conferem agilidade no atendimento aos passageiros.

      O Terminal 2 também conta com facilidades como farmácia, revistaria, serviço de guarda-volume e locadora de veículos.

      Até o final deste ano, estão previstas outras melhorias, como ampliação das áreas do Terminal 2, climatização do desembarque e construção e ampliação de banheiros e de um fraldário.
 
Dados sobre o Terminal 2:

      - Funcionamento: 24 horas;

      - Empresa de voo regular no Terminal 2 : Azul Linhas Aéreas;

      - Facilidades: restaurante, farmácia, revistaria (em implantação), locadora de veículos, caixa eletrônico, serviço de guarda-volume, além de transporte do Terminal 2 para o Terminal 1;

      - Melhorias e obras que serão realizadas até o final de 2010: construção de fraldário, ampliação dos banheiros da área pública e da área de embarque, instalação de nova esteira de restituição de bagagem; ampliação das áreas do Terminal 2 e climatização do desembarque;

      - Movimentação de passageiros/dia com início de voos regulares: 708 passageiros/dia;

      - Área saguão: 596,23 m²;

      - Posições de aeronaves: 5;

      - Aeronave crítica: 737 – 800;

      - Balcões check-in: 9 posições;

      - Estacionamento: 264 vagas na área frontal e 54 vagas na área lateral;

      - Órgãos presentes no Terminal 2: Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), Receita Federal, Polícia Federal, Destacamento do Controle do Espaço Aéreo - Sala AIS (DTCEA), Polícia Militar do DF.

Módulo Operacional do Aeroporto de Brasília:

      Além das obras de revitalização do Terminal 2, a Infraero está realizando a instalação de um Módulo Operacional no Aeroporto Internacional de Brasília/Juscelino Kubitschek. E os serviços estão em ritmo acelerado. Iniciada no último dia 9 de julho, com investimentos de R$ 2,9 milhões, a implantação do módulo tem prazo de conclusão para setembro próximo e vai ampliar o nível de conforto dos passageiros, aumentando em 1,2 mil m² a área de embarque do aeroporto.

      Pouco mais de 20 dias após o início dos serviços, a estrutura básica está em fase de conclusão e logo receberá as estruturas pré-moldadas. O Módulo Operacional possui características semelhantes às salas de embarque convencionais, oferecendo os mesmos níveis de conforto e segurança aos usuários. O módulo contará com isolamento termo-acústico, climatização, sistema de som, sistema informativo de voos, sanitários, entre outras facilidades.

      O primeiro Módulo Operacional adotado pela Infraero está no Aeroporto Internacional de Florianópolis/Hercílio Luz (SC), que recebeu as instalações há cerca de um ano para ampliar as áreas das salas de embarque e desembarque. A solução foi aprovada pelos passageiros, que destacaram o conforto proporcionado pelo módulo, que conta com pontos comerciais como cafeteria e livraria.

      Atualmente a solução está sendo implementada em outros aeroportos da Rede, como Goiânia e Vitória, que também já iniciaram suas obras de instalação.

      Além desses três aeroportos, outros nove serão contemplados com um Módulo Operacional, considerado uma solução de engenharia moderna, de rápida instalação, com baixa geração de resíduos e que são capazes de atender perfeitamente a situações específicas, como a realização de grandes eventos ou obras nos aeroportos.

      Os Módulos Operacionais têm sido utilizados em várias partes do mundo. Em 2004, por exemplo, o Aeroporto de Lisboa utilizou os módulos durante a Eurocopa. Já em 2006, o Aeroporto de Doha, no Catar, adotou a solução durante os Jogos Asiáticos de 2006.


   Assessoria de Imprensa – Infraero
   Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

AddThis Social Bookmark Button
 


Portal da Transparência    Acessibilidade Brasil    selo_participe
Infraero - [Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária] - Estrada do Aeroporto, Setor de Concessionárias, Lote 5 - Edifício Sede CEP 71608-050 - BRASÍLIA - DF - BRASIL