VOOS ONLINE
VOOS ONLINE
GUIA DO PASSAGEIRO
GUIA DO PASSAGEIRO
SITUAÇÃO DOS VOOS
SITUAÇÃO DOS VOOS

OPORTUNIDADES DE NEGÓCIOS
OPORTUNIDADES DE NEGÓCIOS
CARGA AÉREA ONLINE
CARGA AÉREA ONLINE
LICITAÇÕES
LICITAÇÕES
CONCURSOS INFRAERO
CONCURSOS INFRAERO
SERVIÇO CONTRA INCÊNDIO
SERVIÇO CONTRA INCÊNDIO
LINKS
LINKS

TARIFAS AEROPORTUÁRIAS
TARIFAS AEROPORTUÁRIAS
CENTRAL DE COBRANÇAS
CENTRAL DE COBRANÇAS
PORTAL FINANCEIRO
PORTAL FINANCEIRO
Aeroporto de Campina Grande - Presidente João Suassuna

CampinaGrande

Destacada como um dos principais polos industrias da Região Nordeste e um dos maiores polos tecnológicos da América Latina a cidade de Campina Grande, na Paraíba, foi fundada em 01 de dezembro de 1697 e transformada em município pela Lei provincial nº 137, de 11 de outubro de 1864. Localizada no agreste paraibano, Campina Grande ganhou, na década de 40, o único campo de pouso da região que começou a receber voos comerciais das empresas aéreas LAP – Linhas Aéreas Paulista e do Loide Aéreo Nacional.

Por força da Lei 3.795 de 02 de agosto de 1960 o campo de pouso passou a se denominar Aeroporto Presidente João Suassuna. A Lei assinada pelo então Presidente Juscelinio Kubstchek homenageava o político paraibano, João Urbano Pessoa Vasconcelos Suassuna, ex-presidente do Estado da Paraíba entre 1924 a 1928, assassinado no Rio de Janeiro, em 09 de outubro de 1930. João é pai do escritor e membro da Academia Brasileira de Letras, Ariano Suassuna.

O aeroporto foi oficialmente inaugurado em 1963 e homologado para o tráfego aéreo público em 24 de abril de 1964 pela portaria nº 88 do extinto DAC – Departamento de Aviação Civil para cobrir toda a região do agreste e central da Paraíba. Localizado a 6 km do centro do município, o aeroporto campinense contribui para o desenvolvimento regional de um dos grandes polos industriais do Nordeste. Em 1975, o Boeing 737-200 Super-Advanced da Varig foi a primeira aeronave à jato a utilizar o João Suassuna.

A partir de 04 de Novembro de 1980, o Aeroporto Presidente João Suassuna passou a ser administrado pela Infraero (Portaria nº 1.179/GM5 de 03/10/1980). Desde então, a empresa vem realizando diversos investimentos e, em 1984, reformou e ampliou o terminal de passageiros, aumentando sua capacidade de atendimento para 80.000 passageiros por ano.

No da início década de 90 a Infraero realizou várias melhorias no aeroporto como a reconstrução e reforço complementar da pista de pouso e decolagens e do pátio de estacionamento de aeronaves. Em 1995, também modernizou o sistema de balizamento noturno das pistas e construiu uma nova via de acesso a Seção Contra-Incêndio e em 1998 a empresa tornou a implantar novas melhorias no terminal de passageiros.

Em 30 de Outubro 2003, a Infraero concluiu a reforma e ampliação do aeroporto que foi reinaugurado. Suas instalações foram ampliadas e totalmente reformadas, adotando uma padrão moderno e de acordo com os aeroportos administrados pela Infraero. Foi implementado um novo modelo de sinalização, de padrão universal, sendo o João Suassuna o primeiro aeroporto do Brasil a adquirí-lo. O terminal de passageiros, ampliou sua capacidade para atender 250 mil passageiros ao ano e foram instalados painéis que retratam bem o gosto pela arte do povo campinense. O painel principal é de autoria do escritor Ariano Suassuna e apresenta um texto poético do escritor em homenagem ao seu pai, João Suassuna, que dá nome ao aeroporto.

Em 2010 foram instalados novos balcões de check-in, novo sistema de monitoramento de câmeras e adequação na acessibilidade do terminal de passageiros além da aquisição de novos equipamentos de Auxílio à Navegação Aérea.

No primeiro semestre de 2011, a Infraero realizou investimentos na Seção Contra Incêndio (SCI) do João Suassuna, recebendo novos equipamentos elevando-o para categoria 6. No final do ano, a Gol passou a operar com o Boeing 737-800, com capacidade para 183 passageiros. Ainda neste mesmo ano a Infraero confirmou o planejamento da construção do Posto de Abastecimento de Aeronaves – PAA. Também foi confirmada a construçaão de mais um hangar, com 500 m² de área coberta, que abrigará as aeronaves da ESAC - Escola Superior de Aviação Civil, com sede em Campina Grande, que utiliza o aeroporto para voos de instrução.

Em 2012 a Infraero licitou o contrato de adequação da recuperação da pista de pouso e decolagem 15/33, pista de táxi alfa e dos sistema de drenagem superficial. Foram também elaborados os projetos para nivelamento do balizamento luminoso, pavimentação de trecho de acesso à garagem de viaturas, sinalização horizontal das pistas e pátios e de recuperação do pavimento de concreto do pátio da SCI e via de ligação entre os pátios e resselagem do pátio de manobras de aeronaves. A Infraero concluiu em 2013 as obras de instalação do ILS equipamento de auxílio a pousos e decolagens em condições climáticas adversas.

Atualmente, o complexo aeroportuário conta com 11.200 m² no pátio de aeronaves, pista com 1.600 x 42 m e terminal de passageiros com, aproximadamente, 2.500 m². Assim, o Aeroporto Presidente João Suassuna tem-se consolidado como pólo atrativo para o crescimento urbano e regional, configurando-se como instrumento de ligação de Campina Grande às metrópoles nacionais e contribuindo para o desenvolvimento do Estado.

 

 

 

AddThis Social Bookmark Button
 


Portal da Transparência    Acessibilidade Brasil    selo_participe
Infraero - [Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária] - Estrada do Aeroporto, Setor de Concessionárias, Lote 5 - Edifício Sede CEP 71608-050 - BRASÍLIA - DF - BRASIL