bt_pesquisa_maior2
Aeroporto de Campina Grande - Presidente João Suassuna

CampinaGrande

Destacada como um dos principais polos industrias da Região Nordeste e um dos maiores polos tecnológicos da América Latina a cidade de Campina Grande, na Paraíba, foi fundada em 01 de dezembro de 1697 e transformada em município pela Lei provincial nº 137, de 11 de outubro de 1864. Localizada no agreste paraibano, Campina Grande ganhou, na década de 40, o único campo de pouso da região que começou a receber voos comerciais das empresas aéreas LAP – Linhas Aéreas Paulista e do Loide Aéreo Nacional.

Por força da Lei 3.795 de 02 de agosto de 1960 o campo de pouso passou a se denominar Aeroporto Presidente João Suassuna. A Lei assinada pelo então Presidente Juscelinio Kubstchek homenageava o político paraibano, João Urbano Pessoa Vasconcelos Suassuna, ex-presidente do Estado da Paraíba entre 1924 a 1928, assassinado no Rio de Janeiro, em 09 de outubro de 1930. João é pai do escritor e membro da Academia Brasileira de Letras, Ariano Suassuna.

O aeroporto foi oficialmente inaugurado em 1963 e homologado para o tráfego aéreo público em 24 de abril de 1964 pela portaria nº 88 do extinto DAC – Departamento de Aviação Civil para cobrir toda a região do agreste e central da Paraíba. Localizado a 6 km do centro do município, o aeroporto campinense contribui para o desenvolvimento regional de um dos grandes polos industriais do Nordeste. Em 1975, o Boeing 737-200 Super-Advanced da Varig foi a primeira aeronave à jato a utilizar o João Suassuna.

A partir de 04 de Novembro de 1980, o Aeroporto Presidente João Suassuna passou a ser administrado pela Infraero (Portaria nº 1.179/GM5 de 03/10/1980). Desde então, a empresa vem realizando diversos investimentos e, em 1984, reformou e ampliou o terminal de passageiros, aumentando sua capacidade de atendimento para 80.000 passageiros por ano.

No da início década de 90 a Infraero realizou várias melhorias no aeroporto como a reconstrução e reforço complementar da pista de pouso e decolagens e do pátio de estacionamento de aeronaves. Em 1995, também modernizou o sistema de balizamento noturno das pistas e construiu uma nova via de acesso a Seção Contra-Incêndio e em 1998 a empresa tornou a implantar novas melhorias no terminal de passageiros.

Em 30 de Outubro 2003, a Infraero concluiu a reforma e ampliação do aeroporto que foi reinaugurado. Suas instalações foram ampliadas e totalmente reformadas, adotando uma padrão moderno e de acordo com os aeroportos administrados pela Infraero. Foi implementado um novo modelo de sinalização, de padrão universal, sendo o João Suassuna o primeiro aeroporto do Brasil a adquirí-lo. O terminal de passageiros, ampliou sua capacidade para atender 250 mil passageiros ao ano e foram instalados painéis que retratam bem o gosto pela arte do povo campinense. O painel principal é de autoria do escritor Ariano Suassuna e apresenta um texto poético do escritor em homenagem ao seu pai, João Suassuna, que dá nome ao aeroporto.

Em 2010 foram instalados novos balcões de check-in, novo sistema de monitoramento de câmeras e adequação na acessibilidade do terminal de passageiros além da aquisição de novos equipamentos de Auxílio à Navegação Aérea.

No primeiro semestre de 2011, a Infraero realizou investimentos na Seção Contra Incêndio (SCI) do João Suassuna, recebendo novos equipamentos elevando-o para categoria 6. No final do ano, a Gol passou a operar com o Boeing 737-800, com capacidade para 183 passageiros. Ainda neste mesmo ano a Infraero confirmou o planejamento da construção do Posto de Abastecimento de Aeronaves – PAA. Também foi confirmada a construçaão de mais um hangar, com 500 m² de área coberta, que abrigará as aeronaves da ESAC - Escola Superior de Aviação Civil, com sede em Campina Grande, que utiliza o aeroporto para voos de instrução.

Em 2012 a Infraero licitou o contrato de adequação da recuperação da pista de pouso e decolagem 15/33, pista de táxi alfa e dos sistema de drenagem superficial. Foram também elaborados os projetos para nivelamento do balizamento luminoso, pavimentação de trecho de acesso à garagem de viaturas, sinalização horizontal das pistas e pátios e de recuperação do pavimento de concreto do pátio da SCI e via de ligação entre os pátios e resselagem do pátio de manobras de aeronaves. A Infraero concluiu em 2013 as obras de instalação do ILS equipamento de auxílio a pousos e decolagens em condições climáticas adversas.

Atualmente, o complexo aeroportuário conta com 11.200 m² no pátio de aeronaves, pista com 1.600 x 42 m e terminal de passageiros com, aproximadamente, 2.500 m². Assim, o Aeroporto Presidente João Suassuna tem-se consolidado como pólo atrativo para o crescimento urbano e regional, configurando-se como instrumento de ligação de Campina Grande às metrópoles nacionais e contribuindo para o desenvolvimento do Estado.

 

 

 

AddThis Social Bookmark Button