Rede de Terminais de Logística de Carga Rede de Terminais de Logística de Carga

A Infraero, inserida no contexto global como um dos componentes do sistema de transporte de cargas, passa a atender o aeroporto como um sistema, um corredor de passagem, por onde transitam não só passageiros, mas também, cargas.

Além de administrar 60 Aeroportos, 72 EPTA - Estação Prestadora de Serviços de Telecomunicações e de Tráfego Aéreo), a Infraero possui em sua estrutura uma rede de 24 Terminais de Logística de Carga – Rede Teca, espalhados por todo território nacional. Neles são prestados os serviços de armazenagem e capatazia (movimentação) da carga importada, a ser exportada e nacional (movimentada dentro do País), sendo que, dos 24 Tecas da Rede, 24 operam com importação; 20 com exportação; e 13 com carga nacional.

Como importante elo da cadeia logística, a Infraero exerce o papel de Fiel Depositária da Receita Federal, zelando pela custódia das cargas até o ato de sua entrega ao importador ou companhia aérea, no caso das exportações.

 

Agilidade e Tecnologia

Para controle das cargas, a Infraero Cargo utiliza o Sistema TecaPlus, desenvolvido para gerenciar o curso da logística da carga dentro dos Terminais. Os volumes armazenados nesse sistema recebem uma etiqueta adesiva contendo código de barras onde constam suas principais informações. Essa ferramenta tem como objetivo a automação e a atualização do endereçamento das cargas, tornando o processo de movimentação e localização muito mais ágil.

 

Segurança

Para garantir total segurança à carga os Tecas são providos de sistemas de controle de acesso das pessoas e veículos. Os Terminais são equipados com Circuito Fechado de TV – CFTV, com monitoramento 24 horas por dia, vigilância armada, raios-X e pórticos detectores de metais.

 

Investimentos

Atenta ao crescimento da economia do país e seus impactos nas exportações e importações, a Infraero mantém um extenso e contínuo plano de investimentos em toda a sua rede de Terminais de Logística de Carga, de forma que, para o período 2013/2016 a Empresa investirá em obras de construção, reforma e ampliação dos complexos logísticos, aquisição de equipamentos e sistemas de segurança