Como Funciona? Como Funciona?

O programa consiste basicamente no monitoramento de tempo do processo logístico, desde a chegada da carga nos terminais da Infraero, até a entrega ao importador ou seu representante legal.

O Programa compõe-se de três módulos distintos:

1. Ranking de Eficiência Logística;
2. Assessoria Personalizada de Desempenho; e
3. Solenidades de Premiação.

1. Ranking de Eficiência Logística


O Ranking de Eficiência Logística é um indicador mantido e divulgado mensalmente pela Infraero que apresenta os tempos médios de liberação de cargas nos aeroportos, identificando os importadores mais ágeis na retirada das cargas do Teca.

Essas empresas são apresentadas ao mercado como “benchmark”, uma vez que o tempo total gasto no processo de retirada da carga é considerado como referência para os demais importadores e prestadores de serviços que utilizam as instalações do aeroporto, objetivando aperfeiçoarem seus processos, na busca do menor tempo a ser alcançado.

No Ranking, as empresas têm a oportunidade de mensurar, a partir dos tempos divulgados, o desempenho de todos os envolvidos nos processos de importação, incluindo seus prestadores de serviço, entre eles: Agentes de Carga, Despachantes Aduaneiros e Transportadores Rodoviários, uma vez que, para a eficiência na liberação de suas cargas, é necessário que todos os prestadores desempenhem seu respectivo papel de forma mais eficiente possível, sem que comprometa a atuação das demais empresas envolvidas.

Para a obtenção dos tempos médios por importador, são considerados os embarques nacionalizados no aeroporto e liberados por meio do canal verde do referido mês. A qualificação dos importadores para a disputa pelos melhores tempos fica condicionada ao movimento mínimo de cinco embarques mensais.

O Ranking de Eficiência Logística é consolidado mensalmente e amplamente divulgado entre importadores, prestadores de serviços diversos, veículos de comunicação (revistas e portais especializados em comércio exterior, transporte e logística)* e demais interessados.

*veículos interessados em divulgar os rankings mensalmente deverão enviar e-mail para: infraerocargo@infraero.gov.br

2. Assessoria personalizada de desempenho


Com a divulgação do Ranking de Eficiência Logística, a Infraero disponibiliza aos importadores relatórios operacionais de desempenho onde os importadores podem analisar cada etapa desenvolvida em seus processos de importação, além de oferecer serviços personalizados de análise e estudo de casos que por ventura possam comprometer seus tempos de liberação, ou resultar em custos adicionais para seus processos logísticos.

A prestação dessa assessoria, que é realizada sem quaisquer custos para os importadores, está condicionada, primeiramente ao interesse do importador, que deve solicitá-los diretamente no Terminal de Logística de Cargas onde realiza seus processos de importação.

3. Solenidades de premiação


Com a divulgação mensal do Ranking de Eficiência Logística, é realizado, paralelamente, o processo de contagem de pontos adquiridos, acumulados num período pré-estabelecido de 12 meses, para então reconhecer publicamente o importador e a cadeia logística mais eficiente no período em questão.

A contagem de pontos acontece da seguinte forma:

1ª colocação no Ranking

5 pontos

2ª colocação no Ranking

4 pontos

3ª colocação no Ranking

3 pontos

4ª colocação no Ranking

2 pontos

5ª colocação no Ranking

1 ponto


O importador que figurar com o menor tempo do segmento (1º colocado) computará 5 pontos no mês de referência e, da mesma forma, serão computados 5 pontos aos seus prestadores de serviço: Agente de Carga, Despachante Aduaneiro e Transportador Rodoviário. O importador e a cadeia mais eficientes serão identificados de acordo com a maior somatória de pontos computados no período pré-estabelecido de 12 meses. Ao importador e sua cadeia logística, será entregue um troféu.

Nota: Havendo empate entre duas ou mais empresas, será considerado critério de desempate o resultado da menor média anual dos tempos divulgados no Ranking.

Critérios para elaboração dos Rankings


Para a obtenção dos tempos médios por importador, são considerados os embarques liberados por meio do canal verde do referido mês, e a participação entre as empresas que disputam as posições divulgadas fica limitada a um número mínimo de embarques, tendo como propósito garantir que a disputa ocorra entre importadores com operações regulares. Para o Aeroporto de Manaus, considera-se o percentual mínimo de 50% de nacionalização de cargas no Teca para participação do ranking.

As empresas são agrupadas dentro de um mesmo ramo de atividade ou então dentro de um regime aduaneiro especial (como o Recof ou o Linha Azul, por exemplo), de forma que a concorrência seja mantida dentro das mesmas regras de tratamento e características das cargas para todos os envolvidos. O agrupamento dessas empresas é feito com base no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica - CNPJ, e sua respectiva Classificação Nacional de Atividades Econômicas - CNAE, considerando o total de embarques realizado por todo o grupo empresarial (mesmo grupo de CNPJ 8 dígitos iniciais) do mesmo segmento.